15 lugares incríveis para você viajar sozinho aos 20 e poucos anos

1. Litoral da Croácia:

'Há alguns anos, passei uma semana viajando sozinho pela costa croata. E ainda é, sem dúvida, a melhor viagem que já fiz. Comecei em Pula, no norte da Croácia, o local de uma das maiores arenas romanas do mundo, e fui percorrendo a costa até Zadar. De Zadar, viajei um dia até o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice e fiquei encantado com a beleza das águas cristalinas dos lagos em cascata. Simplesmente o lugar mais bonito na Terra, posso dizer. E eu terminei minha viagem estilo 'Game of Thrones' em Dubrovnik. Durante a viagem, fiquei hospedado em alguns hostels, portanto, o custo total não foi tão alto e conheci pessoas maravilhosas pelo caminho. Recomendo essa viagem a todos.' Jon-Michael Poff

instagram.com

“Há alguns anos, passei uma semana viajando sozinho pela costa croata. E ainda é, sem dúvida, a melhor viagem que já fiz. Comecei em Pula, no norte da Croácia, o local de uma das maiores arenas romanas do mundo, e fui percorrendo a costa até Zadar. De Zadar, viajei um dia até o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice e fiquei encantado com a beleza das águas cristalinas dos lagos em cascata. Simplesmente o lugar mais bonito na Terra, posso dizer. E eu terminei minha viagem estilo “Game of Thrones” em Dubrovnik. Durante a viagem, fiquei hospedado em alguns hostels, portanto, o custo total não foi tão alto e conheci pessoas maravilhosas pelo caminho. Recomendo essa viagem a todos.” Jon-Michael Poff

2. Irlanda:

'Acabei de voltar de uma viagem que fiz sozinha à Irlanda. Passei a semana viajando pela costa ocidental do país e foi, de longe, a coisa mais incrível que eu já fiz. A conexão que você faz com um lugar ou país é completamente diferente quando você está sozinha. Todo mundo me perguntava se eu estava com medo ou nervosa e posso dizer honestamente que eu não estava. Eu sabia que eu ficaria bem e faria isso de novo em um piscar de olhos.'—beccaahhh

buzzfeed.com

“Acabei de voltar de uma viagem que fiz sozinha à Irlanda. Passei a semana viajando pela costa ocidental do país e foi, de longe, a coisa mais incrível que eu já fiz. A conexão que você faz com um lugar ou país é completamente diferente quando você está sozinha. Todo mundo me perguntava se eu estava com medo ou nervosa e posso dizer honestamente que eu não estava. Eu sabia que eu ficaria bem e faria isso de novo em um piscar de olhos.”

beccaahhh

3. Paris:

'Enquanto estava fazendo intercâmbio no exterior, passei um fim de semana na cidade do amor conhecendo os museus, jantando em restaurantes fabulosos e devorando croissants. Em vez de compartilhar esse fim de semana com alguém, aprendi a me amar passeando no Louvre, olhando a Torre Eiffel do alto do Arco do Triunfo e observando as pessoas nas margens do Sena.'—tessh5

buzzfeed.com

“Enquanto estava fazendo intercâmbio no exterior, passei um fim de semana na cidade do amor conhecendo os museus, jantando em restaurantes fabulosos e devorando croissants. Em vez de compartilhar esse fim de semana com alguém, aprendi a me amar passeando no Louvre, olhando a Torre Eiffel do alto do Arco do Triunfo e observando as pessoas nas margens do Sena.”

tessh5

4. Inglaterra:

'Depois de me formar, viajei por toda a Inglaterra em pouco menos de três semanas. Foi uma viagem incrível. E só foi possível graças à minha minha madrinha, que me deixou algum dinheiro antes de morrer. Eu sinto que essa foi uma viagem que teríamos feito juntas e sei que ela teria ficado muito orgulhosa de mim. Aprendi muito sobre mim e sobre o que sou capaz. Todos os meus amigos disseram que eu era louca por ir assim sozinha para um país onde eu não conhecia ninguém, que eu sentiria medo e que eu não iria querer sair para lugar nenhum, mas nunca me senti assim. Me senti empoderada.'—Clarissa Ramey

buzzfeed.com

“Depois de me formar, viajei por toda a Inglaterra em pouco menos de três semanas. Foi uma viagem incrível. E só foi possível graças à minha minha madrinha, que me deixou algum dinheiro antes de morrer. Eu sinto que essa foi uma viagem que teríamos feito juntas e sei que ela teria ficado muito orgulhosa de mim. Aprendi muito sobre mim e sobre o que sou capaz. Todos os meus amigos disseram que eu era louca por ir assim sozinha para um país onde eu não conhecia ninguém, que eu sentiria medo e que eu não iria querer sair para lugar nenhum, mas nunca me senti assim. Me senti empoderada.”

Clarissa Ramey

5. Havaí:

'Eu me levei para o Havaí por uma semana quando eu tinha 23 anos e foi a experiência mais gratificante e rejuvenescedora da minha vida. Eu comprei as passagens de uma hora para outra, em um momento de minha vida em que eu não tinha controle sobre o que se passava ao meu redor, e eu só precisava fugir. E o Havaí era perfeito para viajar sozinha! Era longe o suficiente para eu sentir que havia escapado, mas suficientemente seguro para me sentir confortável indo sozinha. As pessoas de lá são extremamente alegres, descontraídas e amigáveis. Onde quer que eu fosse, encontrava pessoas felizes em me ajudar a chegar em algum lugar ou conversar comigo no bar durante o jantar. As praias são maravilhosas e dá para fazer várias atividades que preenchem o dia todo, mesmo para quem está sozinho. Todo mundo deveria viajar sozinho pelo menos uma vez na vida, e o Havaí é um ótimo lugar para começar!'—nicoleb48c50a074

instagram.com

“Eu me levei para o Havaí por uma semana quando eu tinha 23 anos e foi a experiência mais gratificante e rejuvenescedora da minha vida. Eu comprei as passagens de uma hora para outra, em um momento de minha vida em que eu não tinha controle sobre o que se passava ao meu redor, e eu só precisava fugir. E o Havaí era perfeito para viajar sozinha! Era longe o suficiente para eu sentir que havia escapado, mas suficientemente seguro para me sentir confortável indo sozinha. As pessoas de lá são extremamente alegres, descontraídas e amigáveis. Onde quer que eu fosse, encontrava pessoas felizes em me ajudar a chegar em algum lugar ou conversar comigo no bar durante o jantar. As praias são maravilhosas e dá para fazer várias atividades que preenchem o dia todo, mesmo para quem está sozinho. Todo mundo deveria viajar sozinho pelo menos uma vez na vida, e o Havaí é um ótimo lugar para começar!”

nicoleb48c50a074

6. Japão:

'As passagens de avião podem ser caras, mas o Japão é ótimo para viajar sozinho. É um dos países mais seguros do mundo e há uma grande quantidade de hostels ótimos em todas as grandes cidades. Nenhum outro lugar em que já estive é tão cheio de coisas interessantes como o Japão. É impossível dar dois passos sem topar com algo legal, maluco ou histórico. E, embora não tenha muitas pessoas com um inglês fluente, as pessoas são atenciosas e geralmente bastante pacientes. Há trens e ônibus em todos os lugares e é bastante fácil encontrá-los, de modo que dá para você ir à maioria dos lugares sem muita dificuldade. E, como o país recebe muitos estrangeiros, há muitos guias sobre coisas interessantes para se ver e sobre como se locomover.'—bandezanne

buzzfeed.com

“As passagens de avião podem ser caras, mas o Japão é ótimo para viajar sozinho. É um dos países mais seguros do mundo e há uma grande quantidade de hostels ótimos em todas as grandes cidades. Nenhum outro lugar em que já estive é tão cheio de coisas interessantes como o Japão. É impossível dar dois passos sem topar com algo legal, maluco ou histórico. E, embora não tenha muitas pessoas com um inglês fluente, as pessoas são atenciosas e geralmente bastante pacientes. Há trens e ônibus em todos os lugares e é bastante fácil encontrá-los, de modo que dá para você ir à maioria dos lugares sem muita dificuldade. E, como o país recebe muitos estrangeiros, há muitos guias sobre coisas interessantes para se ver e sobre como se locomover.”

bandezanne

7. Bolonha, Itália:

'Minha primeira viagem solo foi para Bolonha, na Itália. No começo eu fiquei me lamentando por não fazer essa viagem com meus amigos, quando me sentei ao lado de um grupo de meninas no portão de embarque, mas, no final da viagem, eu estava decididamente feliz por ter ido sozinha. Eu havia lido um livro sobre viagens solos de mulheres ('What I Was Doing While You Were Breeding') antes de viajar, e isso foi uma inspiração perfeita. Toda vez que eu me sentia sozinha, eu me lembrava de como Kristin Newman (a autora) aprendeu a ficar em paz com seus próprios pensamentos e daí eu ficava bem de novo. Minha parte favorita da viagem foi quando eu acidentalmente comprei uma passagem de trem para o lugar errado, que acabou me levando a uma pequena cidade chamada Bassano del Grappa. Eu fui capaz de decidir ir para lá, em vez de ficar triste e amuada, e de fazer qualquer coisa que me deixasse feliz quando cheguei lá. Eu aprendi muito sobre mim observando minhas habilidades de viagem e de comunicação. Eu jamais trocaria essa minha experiência de viagem solo por nada, e mal posso esperar para fazer outra viagem assim novamente.'—katier4c75c4cd2

instagram.com

“Minha primeira viagem solo foi para Bolonha, na Itália. No começo eu fiquei me lamentando por não fazer essa viagem com meus amigos, quando me sentei ao lado de um grupo de meninas no portão de embarque, mas, no final da viagem, eu estava decididamente feliz por ter ido sozinha. Eu havia lido um livro sobre viagens solos de mulheres (‘What I Was Doing While You Were Breeding’) antes de viajar, e isso foi uma inspiração perfeita. Toda vez que eu me sentia sozinha, eu me lembrava de como Kristin Newman (a autora) aprendeu a ficar em paz com seus próprios pensamentos e daí eu ficava bem de novo. Minha parte favorita da viagem foi quando eu acidentalmente comprei uma passagem de trem para o lugar errado, que acabou me levando a uma pequena cidade chamada Bassano del Grappa. Eu fui capaz de decidir ir para lá, em vez de ficar triste e amuada, e de fazer qualquer coisa que me deixasse feliz quando cheguei lá. Eu aprendi muito sobre mim observando minhas habilidades de viagem e de comunicação. Eu jamais trocaria essa minha experiência de viagem solo por nada, e mal posso esperar para fazer outra viagem assim novamente.”

katier4c75c4cd2

8. Madri, Espanha:

'Madri! Já fiz algumas viagens solo para o exterior e todas elas foram boas. Devo dizer, no entanto, que Madri foi um dos meus lugares favoritos. É totalmente segura e relativamente fácil de se locomover também. Durante meu tempo lá, fui a museus, vi o balé imperial russo, comi nos mercados, tudo no meu próprio tempo. Sem falar nas compras!'—truleemadlee

instagram.com

“Madri! Já fiz algumas viagens solo para o exterior e todas elas foram boas. Devo dizer, no entanto, que Madri foi um dos meus lugares favoritos. É totalmente segura e relativamente fácil de se locomover também. Durante meu tempo lá, fui a museus, vi o balé imperial russo, comi nos mercados, tudo no meu próprio tempo. Sem falar nas compras!”

truleemadlee

9. Los Angeles, EUA:

'De Venice a Palos Verdes, há uma variedade de lugares para explorar. Economize dinheiro hospedando-se em hostels ou usando Airbnb e andando de bicicleta por toda parte!'—ginam41b32b8e5

buzzfeed.com

“De Venice a Palos Verdes, há uma variedade de lugares para explorar. Economize dinheiro hospedando-se em hostels ou usando Airbnb e andando de bicicleta por toda parte!”

ginam41b32b8e5

10. Barcelona, Espanha:

'Não importa se você gosta de arte, história ou natureza, há algo para cada viajante. E o mais importante: o sistema de metrô é INCRÍVEL!!! Eu não tive nenhuma dificuldade em chegar onde eu precisava ir. É perfeito para férias divertidas e relaxantes.'—rebeccav212124

instagram.com

“Não importa se você gosta de arte, história ou natureza, há algo para cada viajante. E o mais importante: o sistema de metrô é INCRÍVEL!!! Eu não tive nenhuma dificuldade em chegar onde eu precisava ir. É perfeito para férias divertidas e relaxantes.”

rebeccav212124

11. Lisboa, Portugal:

'A viagem para Lisboa foi incrível! Eu fui sozinho quando eu tinha 20 anos para comemorar o meu GED (certificado de equivalência do ensino médio) e meu primeiro semestre na faculdade. A cidade era segura e o transporte público era bem tranquilo e barato. Eu me entupia de pastéis de Belém todos os dias. A comida era ótima. Havia uma boa quantidade de ótimos hostels, o que eu me hospedei ficava em uma estação de trem. Isso fez com que as viagens diárias fossem uma moleza. No geral, a viagem toda não foi muito cara. Foi uma ótima experiência e mal posso esperar para voltar lá.'—MaddyOC3

instagram.com

“A viagem para Lisboa foi incrível! Eu fui sozinho quando eu tinha 20 anos para comemorar o meu GED (certificado de equivalência do ensino médio) e meu primeiro semestre na faculdade. A cidade era segura e o transporte público era bem tranquilo e barato. Eu me entupia de pastéis de Belém todos os dias. A comida era ótima. Havia uma boa quantidade de ótimos hostels, o que eu me hospedei ficava em uma estação de trem. Isso fez com que as viagens diárias fossem uma moleza. No geral, a viagem toda não foi muito cara. Foi uma ótima experiência e mal posso esperar para voltar lá.”

MaddyOC3

12. Os Bálcãs:

'Viajei sozinha pelos Bálcãs após a formatura da faculdade. É uma região pouco valorizada da Europa e super barata. As pessoas estão entre as mais amigáveis que já conheci e ficam felizes em compartilhar sua cultura com os turistas. E os turistas que escolhem ir para lá são geralmente descontraídos e aventureiros (ou seja, não estão apenas preocupados em tirar fotos de lugares turísticos específicos para colocar no Instagram). Eu conheci pessoas incríveis durante minha passagem por lá e, embora eu estivesse viajando sozinha, sentia que sempre tinha alguém cuidando de mim, seja um morador do local ou algum outro viajante. Sem contar as belas vistas de muitas das cidades (Cátaro e Lago de Ocrida foram dois dos meus locais favoritos).'—treamariemc

buzzfeed.com

“Viajei sozinha pelos Bálcãs após a formatura da faculdade. É uma região pouco valorizada da Europa e super barata. As pessoas estão entre as mais amigáveis que já conheci e ficam felizes em compartilhar sua cultura com os turistas. E os turistas que escolhem ir para lá são geralmente descontraídos e aventureiros (ou seja, não estão apenas preocupados em tirar fotos de lugares turísticos específicos para colocar no Instagram). Eu conheci pessoas incríveis durante minha passagem por lá e, embora eu estivesse viajando sozinha, sentia que sempre tinha alguém cuidando de mim, seja um morador do local ou algum outro viajante. Sem contar as belas vistas de muitas das cidades (Cátaro e Lago de Ocrida foram dois dos meus locais favoritos).”

treamariemc

13. Cuzco, Peru:

'Eu morei sozinha seis meses em Cuzco, no Peru, quando tinha 22 anos. A cidade é segura e tem um custo de vida baixo. É um lugar muito turístico (alguém conhece Machu Picchu?), portanto, se você não souber falar espanhol, muitos habitantes sabem falar inglês. A cidade é bela, o clima é bom, a vida noturna é tão boa quando nos Estados Unidos, a comida é uma das melhores do mundo... não consigo dizer nada de ruim sobre o lugar. É uma cidade perfeita para jovens com vinte e poucos anos irem quando não forem mais adolescentes, mas também não estiverem totalmente prontos para a vida adulta.'—Katelyn Özdemir, Facebook

instagram.com

“Eu morei sozinha seis meses em Cuzco, no Peru, quando tinha 22 anos. A cidade é segura e tem um custo de vida baixo. É um lugar muito turístico (alguém conhece Machu Picchu?), portanto, se você não souber falar espanhol, muitos habitantes sabem falar inglês. A cidade é bela, o clima é bom, a vida noturna é tão boa quando nos Estados Unidos, a comida é uma das melhores do mundo… não consigo dizer nada de ruim sobre o lugar. É uma cidade perfeita para jovens com vinte e poucos anos irem quando não forem mais adolescentes, mas também não estiverem totalmente prontos para a vida adulta.”

—Katelyn Özdemir, Facebook

14. Cuba:

'Um viajante solitário encontrará muitas coisas para fazer com a rica e interessante história de Cuba!'—clarettasimonem

clarettasimonem

“Um viajante solitário encontrará muitas coisas para fazer com a rica e interessante história de Cuba!”

clarettasimonem

15. Nova Zelândia:

'Eu morei um ano na Nova Zelândia — mudei para lá logo após completar 24 anos com um visto para trabalhar nas férias. Foi bem fácil encontrar um emprego e eu achei todas as pessoas muito amigáveis. Além disso, o país é deslumbrante. Eu nunca tive a sensação de não ser bem-vinda e conheci muitas outras jovens estrangeiras viajando sozinhas. Muitas delas pegavam caronas para percorrer o país e dormiam de favor em casas de família para economizar dinheiro. A melhor parte de trabalhar lá foi o salário mínimo realmente alto, e o foco cultural no equilíbrio entre trabalho/vida significou que eu consegui ganhar mais do que o suficiente para viver perto da praia e economizar para a viagem (e além disso tive direito à férias pagas!). Não pense muito se você estiver cogitando ir para lá — simplesmente vá!'—rachelanneh

instagram.com

“Eu morei um ano na Nova Zelândia — mudei para lá logo após completar 24 anos com um visto para trabalhar nas férias. Foi bem fácil encontrar um emprego e eu achei todas as pessoas muito amigáveis. Além disso, o país é deslumbrante. Eu nunca tive a sensação de não ser bem-vinda e conheci muitas outras jovens estrangeiras viajando sozinhas. Muitas delas pegavam caronas para percorrer o país e dormiam de favor em casas de família para economizar dinheiro. A melhor parte de trabalhar lá foi o salário mínimo realmente alto, e o foco cultural no equilíbrio entre trabalho/vida significou que eu consegui ganhar mais do que o suficiente para viver perto da praia e economizar para a viagem (e além disso tive direito à férias pagas!). Não pense muito se você estiver cogitando ir para lá — simplesmente vá!”

rachelanneh